24 C
São Paulo
26 de junho de 2019
DogSolution
Image default
Comportamento do cão Metodologia Renato Zanetti

Você precisa gritar com seu cão para parecer valente?

“Preciso mostrar quem manda nessa casa!”

Mito: “o cão precisa ver o humano com o líder”

  • Os gritos não demonstram dureza e liderança.
  • Se você precisa gritar para liderar, você não é um líder.
  • Os cães não nos identificam como um cachorro de duas pernas.
  • Logo, você nunca será visto como o líder do “bando”.
  • Se o seu cachorro responde aos seus gritos, é por medo. Isso é ruim.
  • Se você precisa gritar para sua voz ser ouvida, é porque você falhou em buscar soluções harmoniosas.
  • Gritar com um cachorro reforça comportamentos indesejáveis, ele acaba mandando em você.
Vamos olhar do ponto de vista do cão. 80% do tempo você é legal com ele. Nos outros 20%, você dá broncas. Ele sente, então, que você é uma pessoa instável.

Sabe aquele cara que fala “sou super bacana, mas não pise no meu pé”? E aquele seu amigo gente fina, mas que fica bravo quando o garçom demora para entregar o chopp no bar? E aquele outro que vive reclamando da música no restaurante e não consegue relaxar? Nenhum desses é um cara legal. Quem é super bacana, permanece sereno até quando pisam no seu pé. O mesmo acontece com as pessoas do seu trabalho. Seu chefe pode ser legal 90% do tempo, mas nos 10% que ele não é gente fina, ele te xinga e grita com você na frente dos outros funcionários. Como ficam suas emoções nesse momento? Você fica com receio de errar e de dar sua opinião. Qual é o ambiente de trabalho ideal? É aquele que você sabe exatamente o que esperar.

É possível ter controle total do ambiente ou das pessoas?

Não, pois as pessoas são seres humanos que podem errar eventualmente. Melancolia e nervosismo são emoções humanas. No entanto, a variação emocional não pode se tornar um padrão. Em um minuto estou bem, em outro estou mal. Isso não é bom.

Imagine o impacto que esta variação emocional tem no seu cão. Hoje ele pulou em você, e você brigou com ele. Mas, estranho… ontem ele fez a mesma coisa e você não brigou! Ah, é porque hoje você está arrumado para sair. Pois é, ele não tem obrigação de entender isso. Tem hora que ele faz xixi no tapete, e nada acontece, pois ninguém viu. No minuto seguinte, só do cachorro olhar pro tapete, você grita com ele.

O cachorro pensa “o meu tutor é louco”. Do ponto de vista do seu cão, você é instável emocionalmente.

Ninguém quer conviver com uma pessoa assim. Seu cachorro não tem a opção de ir tomar cerveja com os amigos, para espairecer. Imagine como é estar em uma casa com um casal e filhos, onde todos querem ser os durões. Esse cachorro não sabe mais o que faz. Orelha para trás, cabeça baixa, se esconder, são sinais de um cachorro com medo, e não de um cachorro que responde positivamente a gritos.

Se ele demonstrar um desses comportamentos, não significa que ele sabe que fez coisas erradas. Significa que você estressou seu cachorro. Se os gritos funcionassem, jamais ele repetiria os atos que geram os gritos. Mas o cachorro volta a fazer as mesmas coisas. Baseado em que falo isso? No meu relacionamento com minha cachorra e com os outros 40 cães que frequentam o Dog Solution. Lá, ninguém precisa fazer papel de durão.

 

Recapitulando:

Gritos são sinais de instabilidade emocional, e não de liderança.

Não é natural que cães sejam liderados por humanos.

Gritos geram medo e não respeito ou aprendizado nos cães.

É preciso buscar soluções harmoniosas.

 

Direitos reservados: É permitida a reprodução, encaminhamento e uso não comercial na íntegra deste artigo, desde que citado o autor.

Fonte: Renato Zanetti | www.renatozanetti.com.br

Podem ter interessar

Tédio e solidão podem entristecer cães em casa. Veja o que fazer pra evitar

Dog Solution

Como andar com o cão sem que ele puxe a guia

DogSolution_001

Foto de criança & cão?

DogSolution_001